sábado, 2 de maio de 2015

What happened to you?

 
 As vezes ( não. mentira. boa parte do meu tempo)  Eu fico pensando no modo como me comporto. Ou das coisas e situações que fiz e passei. Nesse caso, amizade.
Por que quando eu tive oportunidade eu não criei amigos?
Na escola, pior caso, parecia que eu era odiada por todos, que eu tinha que mostrar o que eu podia e ser de um modo diferente do que eu sou. 
Isso importa agora por que? Por que eu tenho que fazer as mesmas coisas hoje em dia.
Eu não gosto que meu namorado saia sem mim por que eu sei que ele faz algumas coisas que eu não aprovo. E aparentemente eu me torno uma pessoa ruim por afasta-lo dos amigos. O mais engraçado é que apesar de eu ter amigos, com eles não mantenho a amizade. E aparentemente estar perto dos amigos é melhor, e mais facil de ser alguém, ou fazer algo.
Agora, me pergunto as 02:47 de uma madrugada, e que no amanhecer eu precisarei ir trabalhar
Por que não fiz isso antes? Quantos lugares legais, e situações legais eu teria passado, 
Quantas situações ruins pela que passei poderiam ter sido aliviadas, em colos e ombros alheios?
Agora me pego pensando em, por que eu não me contento comigo mesma? Por que não ser eu uma amiga pra mim mesma? me  confortar, cuidar de mim, me acompanhar em minhas aventuras, e aliviar um pouco a tensão que estou passando. Me deixa chateada a forma que sou trocada as muitas vezes aliás. por amigos.
Mas antes de ficar chateado com isso, ficarei chateada com a forma como eu sempre tentei me encaixar, arrumando um espacinho pra poder me sentir melhor, Ser humano, sempre quer atenção, sempre precisa socializar, faz parte da natureza humana, e agora, devo eu me intrometer de novo dessa forma. fingindo ser algo que eu não sou, fazendo coisas pra agradar outras pessoas, pessoas que nem sei se valem a pena
' Mas os outros são sempre melhores, inclusive a companhia'
Seria eu chata, tediosa, ou algo ruim pras pessoas, ou simplesmente eu não tenho paciencia, nem saco pra isso?
Triste, muito triste, ser trocada inumeras vezes por outras pessoas. Não só em relação a namorados, mas também em relação a falsos amigos, falsas amizades.
  Acho que vou trocar as pessoas também. Vou começar a apreciar a minha propria companhia, e a cultivar amigos.